Previous Entry Share Next Entry
Fic de SPN de presente para a Bela
flower girl
drikadas
Título: Sou Fã da Cecília
Autora: Adriana Adurens
Par: Jared/Jensen
Fandom: RPS de SPN (sim, adoro dificultar o entendimento alheio das coisas :P)
Disclaimer: não é meu. Nem a Cecília é minha. :( Mas a loira é minha! *agarra*
Avisos: fic de presente para a bela_chan. Espero que goste, loira! o/





“Por que vocês não contam pra gente uma história legal sobre vocês e a equipe? Ou dos bastidores?”

Jensen foi o primeiro a responder, “Você quer uma história?”

“Qualquer história?”, Jared perguntou logo em seguida, como que completando o pensamento do amigo.

“É, qualquer história serve: uma legal, engraçada, fofa... sei lá.”, a fã deu de ombros e sorriu, esperando uma reação dos dois atores.

Jared e Jensen se entreolharam. Jensen tinha uma expressão pensativa enquanto Jared sorria para o amigo, erguendo uma sobrancelha, “Aquela da Cecília?”

“Ah, cara... a da Cecília não!”, Jensen riu, tampando o rosto com as mãos. Ele afastou o microfone da boca e sussurrou para o amigo, “Essa história só vai alimentar a fantasia dessas meninas, cara!”

Jared respondeu, também com o microfone afastado, “Ora, e você acha que eu quero contar essa história por quê? Elas vão explodir de tanta fofoca na internet!”

“Claro, se depender de você, nossos nomes ainda vão quebrar a internet”

Jared sorriu e Jensen balançou a cabeça, fazendo um movimento com a mão para que o amigo começasse, “Bom, nós temos uma bem interessante.”, Jared disse, “Uma assistente de produção nova começou a trabalhar com a gente faz alguns meses.”

“A Bela.”, Jensen disse, explicando, “Um amor de pessoa. Uma mãe fabulosa.”

“É. Ela é realmente uma mãe extraordinária. Somente alguém assim pra criar uma criança tão inteligente como a Cecilia.”

As fãs estavam torcendo o nariz, pois os dois pareciam que só iam falar na tal de Bela e quanto ela era fabulosa. Mas logo as expressões se suavizaram assim que perceberam que a história seria sobre uma criança, algumas fãs já sentindo o “awww” formando-se em suas gargantas.

“A Cecília é uma menina linda.”, Jensen disse, “Acho que até saiu uma foto dos bastidores com ela, não foi?”

“Foi, foi!”, Jared confirmou, coçando a barba, pensativo, “Aquela no cenário da casa do Bobby, não é?”

Algumas fãs exclamaram em reconhecimento e os dois continuaram contando a história.

“Bem, acontece que toda criança inteligente... é inteligente demais para o seu próprio bem.”, Jensen suspirou com uma careta, arrancando risadas da platéia e do amigo, “Ela só acompanhava as filmagens de fim de semana, mas, mesmo assim... era o bastante para descobrirmos o quanto ela era danada!”

“Sério.”, Jared tentou dizer sem rir, “Ela aprontou com a gente. Conosco! Os reis das pegadinhas!”

“Quando eu lembro...”, Jensen mordeu o punho fechado, para não falar besteira.

“Nós estávamos voltando de uma cena extremamente suja.”, Jared continuou, dando tapinhas supostamente reconfortantes no joelho do amigo, “Tipo, muito suja! Nós dois acabamos a filmagem com a roupa do Dean e do Sam imprestáveis: cheias de lama.”

“E a lama tinha até secado em alguns pontos, porque o diretor... era o Tom?”

“... era... era o Tom, sim.”

“Ele queria que a gente revisasse umas falas no trailer de edição de som. A gente disse: cara, estamos virando pedra aqui. Precisamos de um banho urgente!”

“Tava muito ruim a nossa situação.”, Jared riu, balançando a cabeça soltando um olhar sacana na direção do loiro, “Se a gente se encostasse e deixasse a lama secar, acho que ficaríamos grudados!”

O comentário não passou despercebido pelas fãs, que responderam de acordo, com gritinhos e suspiros. Jensen olhou o amigo e mordeu o lábio, para não soltar um palavrão na frente da platéia. Ele esperou o barulho abaixar e continuou contando a história como se nada tivesse acontecido, “Enfim, depois da reunião com o Tom no trailer de som, nós fomos correndo para nossos trailers, para tomar um banho. Assim, o mais importante era o banho naquela hora, nada mais importava. Nada mais natural que, com lama até dentro dos ouvidos--"

“E da cueca!”, Jared interrompeu, piscando um olho para o amigo e deixando algumas fãs suspirando nas primeiras fileiras.

“-- nós estivéssemos um pouco distraídos.”

“Muito distraídos.”, Jared interrompeu de novo, fazendo uma cara séria e completando pensativo, “Jensen fica ótimo sujo de lama.”

As risadas e os gritos de satisfação das que concordavam com Jared tomaram todo o salão. Jensen, vermelho como um tomate maduro, apoiou os cotovelos nos joelhos e escondeu o rosto com as mãos. Ele virou a cabeça para o lado e sussurrou para o moreno, “Elas estão tão, mas tão erradas quando acham que você me ama. Porque eu tenho certeza que você me odeia, cara.”

Como resposta, Jared inclinou-se sobre Jensen, fazendo um cafuné leve sobre os fios loiros espetados com gel, dizendo no microfone, “Desculpa, gente, ele tem sérios problemas com sujeira.”

Jensen ergueu-se abruptamente, afastando o braço de Jared com um tapa, “Ele enche o meu saco.”, e arrependeu-se da sua escolha de palavras imediatamente depois, com a reação, novamente acalorada, das fãs.

Jared riu, mas apiedou-se do amigo, chamando a atenção do público, “Ok, ok, voltando para a história da Cecília.”, ele cruzou as pernas e afundou-se confortavelmente na cadeira, continuando animado, “Quando nós saímos do banho, foi que percebemos algo de errado. Nossos armários foram revirados.”

“Primeiro eu achei que foi ele. Porque, como eu disse agora há pouco, ele enche o meu saco.”, Jensen disse, pontuando cada palavra, “Ele realmente é um chato de marca maior e é totalmente a cara dele me aprontar uma coisa como aquela.”

“E eu achei que tinha sido ele. Porque, venhamos e convenhamos, uma hora ele vai se vingar das coisas que eu apronto com ele e eu simplesmente imaginei que aquela fosse a hora.”

“E enquanto eu estava lá, de toalha enrolada na cintura, xingando-o e amaldiçoando-o até a sétima geração, ele me aparece na porta do meu trailer.”

“De roupão.”, Jared interrompeu, explicando e usando termos que não ofendessem as mães dos fãs menores de 18 anos, “Eu sai fingindo estar fulo da vida, chutando a porta e já gritando ‘Jensen!!! Você vai ver só!’ do meu trailer até o dele, bem exagerado.”

“E quando ele apareceu...”, Jensen suspirou.

“Ele jogou uma cueca na minha cara!”, Jared completou, fingindo indignação.

A reação foi instantânea. Os dois tiveram que esperar quase três minutos inteiros em silêncio, apenas rindo baixinho entre eles até que as fãs se acalmassem. Quando isso finalmente aconteceu, Jensen disse, arregalando os olhos, como que ainda espantado pela descoberta, “A cueca era dele.”

“Cecília, a pequena notável de quem falamos no começo dessa história, resolveu trocar as nossas cuecas. Ela invadiu os nossos trailers e trocou todas - todas - as nossas cuecas de lugar. As do Jensen no meu armário e as minhas no armário dele.”, Jared explicou, rindo.

“Só não sei como a danada conseguiu essa proeza sem ninguém perceber.”, Jensen deu de ombros, mas também ria, divertindo-se com a lembrança, “Eu abri a gaveta e, ao ver as cuecas erradas, imediatamente olhei em volta, achando que tinha entrado no trailer errado na pressa.”

“E eu, que nem olhei pra gaveta? Peguei logo uma cueca e vesti, sentindo só depois o quanto ela ficou apertada?”, Jared suspirou, balançando a cabeça.

Jensen estreitou os olhos, mordendo o lábio, pensativo. Então ele afastou o microfone e disse, sorrindo inocente, “Continua assim que eu chamo nossa adorável Cecília pra um churrasco lá em casa.”

Jared arregalou os olhos e rapidamente disse no microfone, “É brincadeira. Jensen e eu podíamos usar a cueca um do outro sem nem notarmos a diferença.”

“Você piorou a situação!”, Jensen sussurrou em meio aos gritinhos das fãs, fazendo uma careta. Mas, diante do sorriso satisfeito do amigo, ele apenas suspirou conformado e deixou, por um momento, que as fãs, os seguranças, os colaboradores do evento, enfim, todos em volta, desaparecessem, e deu um meio sorriso, de lado.

Jared pareceu compreender o que o pequeno gesto de Jensen significava e ergueu as sobrancelhas, sorrindo ainda mais. Os dois nem perceberam que as platéia já tinham se acalmado e que a fã que fez o pedido da história estava falando novamente ao microfone, “Ah? Desculpa, pode repetir?”, Jared disse, ainda um pouco distraído.

Ao invés de ofendida, a moça fez que ia rir, mas se conteve, limpando a garganta discretamente e dizendo apenas com um leve tom de deboche, “Vocês descobriram por quê a Cecília quis trocar as cuecas?”

Os dois amigos se entreolharam confusos, como que apenas considerando a questão agora, “Uh... não. Nós apenas imaginamos que ela aprendeu com a gente e quis mostrar que também poderia pregar peças.”, Jared respondeu dando de ombros e Jensen concordou com um leve aceno de cabeça.

A moça agradeceu pela história, dizendo que tinha gostado ainda mais do jeito como ela foi contada. Enquanto ela caminhava de volta para o seu lugar na platéia e uma senhora se preparava para dizer sua pergunta no microfone, uma voz no fundo do salão gritou, entusiasmada, “Mas agora eu sou fã da Cecília!”, e todas as fãs responderam, concordando efusivamente.

No hotel, Jared tirou o casaco, jogando-o nas costas de uma cadeira e deixou-se cair na cama king, soltando um gemido cansado, “Aff... essas convenções cansam demais!”

Jensen fechou a porta do quarto, retirando o próprio casaco também e pegando o de Jared da cadeira no caminho para o armário, pendurando as duas peças cuidadosamente, “Dar atenção pra mais de quinze pessoas já cansa, imagina pra mais de 100.”, ele respondeu, meio distraído, arrumando uma coisa aqui e ali no quarto.

Jared ergueu a cabeça da cama e fez uma careta quando viu Jensen reorganizando o que uma assistente já tinha organizado enquanto eles estavam na convenção, “Jen, larga isso. Vem pra cama, cara!”

“A gente vai acordar cedo amanhã, quero deixar tudo preparado.”, o loiro respondeu, sem tirar os olhos das camisetas e pertences que mexia e remexia na mala.

“Ok.”, Jared disse em um tom decidido e sentou-se na cama com outro gemido, “Aquela cadeira é confortável, mas depois de uma hora tudo se torna desconfortável, droga.”, ele reclamou pra si mesmo, observando a reação do outro.

Como esperado, Jensen largou a mala e andou até a cama, agachando-se no meio das pernas de Jared, com uma expressão preocupada no rosto, “É verdade.”, ele disse, esfregando as duas mãos para cima e para baixo das grandes pernas ao lado dele, “É aquela dor nos joelhos de novo?”, Jared apenas assentiu e Jensen fez que ia erguer-se de novo, “Me deixe apenas terminar ali que eu--"

“Não.”, Jared segurou os ombros do amigo, mantendo-o no lugar, “A mala está mais do que arrumada, Jen... vem pra cama.”, ele usou as longas pernas para envolver Jensen, puxando-o mais para si, inclinando o rosto e beijando de leve o outro.

Jensen deixou ser puxado para a cama, ficando sobre o corpo de Jared, as pernas deste ainda firmes na sua cintura, “Pensei que estivesse com dor.”, ele disse contra os lábios do moreno.

“E eu estou. Preciso de atenção imediata.”, Jared respondeu, invertendo as posições na cama e, finalmente, prendendo Jensen efetivamente com ele.

Jensen riu, balançando a cabeça, “Sabe de uma coisa?”, ele perguntou, sem esperar realmente por uma resposta, com Jared ocupado em beijar cada centímetro do seu pescoço, “Eu também sou fã da Cecília.”

Isso fez Jared erguer a cabeça e sorrir largamente, “Pois eu sou fã número um da Cecília.”, ele sussurrou, fechando a distância entre os dois novamente e provando o quanto estava satisfeito com a intervenção de uma loirinha de cinco anos na vida dele.

Fim

  • 1
Ai que coisa mais fofa!! Minha filha em uma fic J2!! ♥

Adorei, Drikinha! E adorei o Jared provocando as fãs, e o Jensen todo envergonhado, tadinho, exatamente como sempre acontece!!!

Muito obrigada pelo presente inesperado, ficou ótimo!!!

*sai cantarolando que ganhou uma fic da Drika de presente*

Eu achei que colocar você na fic ia ser muito clichê. Todo mundo faz isso com os amigos. E você tem falado tanto na Cecília... que eu achei que ela, aprontando com eles, seria uma coisa bacana. ;)

Que bom que gostou, loira. Foi de coração. <3

  • 1
?

Log in